26 novembro, 2007

Ausências e Vivências

Bem sei que tenho estado ausente demasiado tempo, não tenho publicado,não tenho visitado, as amigas e os amigos, que tanto apoio e carinho me têm dado.

Não peço que me compreendam, mas que me desculpem, em primeiro lugar estive fora muito tempo e não acedia à net. Depois cheguei um monte de situações para regularizar esperava-me, coisas que acontecem a quem se ausenta por muito tempo.

Bem sei que sou ingrato, que muito recebo e nada dou em troca, enfim, sou como sou não há nada a fazer

A Prova de que tanto recebo, está bem patente no poema que a menina que estão a ver na foto em cima, escreveu numa folha de papel e me ofereceu, na apresentação do meu livro Navegando nas Palavras, no Museu do Vinho de anadia, no passado dia 10 de Novembro.

A menina tem 10 aninhos de idade, é uma querida e chama-se Alexandra Roseiro.

O poema aqui fica para que o possam ler.

  • Os poetas e o mar

Eu sou como os outros poetas

que deitam as lágrimas no mar.

Os poetas mergulham nas águas a flutuar

Para procurar as letras que faltam para acabar a palavra amar

Os poetas vão para junto do mar

Desabafar nos poemas que fazem chorar

Os poetas deitam as lágrimas no mar

E parece magia no ar

Um beijinho para ti Alexandra, que continues a ser uma menina feliz e com muito amor.

As vós amigas e amigos, um grande abraço e a promessa de vos visitar brevemente, muito brevemente, quase já.

Imagens dos eventos do livro Navegando nas Palavras, clicar neste link.

Semana fantástica a todos!

13 comentários:

Maria disse...

... quase já....
É bom estares de volta!

Beijinho

Luis Monteiro disse...

Parece que correu tudo muito bem, tal como das outras vezes.
Resta-me enviar - novamente - um pedido de desculpas por não ter ido à apresentação em Coimbra. Estive lá na semana anterior...
Um abraço e parabéns!

Vanda Paz disse...

Dois grande amigos do coração...

Beijo

Vanda

ana disse...

Um beijinho à menina do poema, Alexandra, e um grande abraço ao António - fazedor de outros belos poemas.

Isabel disse...

Passei para te deixar um enorme beijo e te dizer: voltei.
Graças a todos vós vou tentar dar a volta por cima e voltar a ser EU.

Bjnh

rascunhos disse...

As tuas ausências são sempre gratificantes pelo que nos contas.

um beijooooooooooooo

Fica bem e sê feliz!

lurainbow disse...

Oi bem vindo ao meu canto. Um pouco apagado e bem riste :(
Obrigado pelas palavras e pelo elogio . É sempre bom apesar da perfeição não existir acreddito k sou mais bonita interiormente apesar de haver quem ñ ache :) Vamos lá nos perceber ...

Beijinhos e PARABENS pelo lançamento de mais um livro .

Eu acho que me vou estriar com um poema ( infelismente bem escrito demais a quem ñ o merecia ) num livro a sair em Fevereiro . Com o nome Navegando nas Aguas do verso da ECOPI .
Uma Brincadeirinha a que acedi com muito GOSTO .
Acho que dei para ai um erro mas estou c preguiça para apagar . lol

Beijinho

lurainbow disse...

ñ é riste é TRISTE mesmo :(

Isabel disse...

Sinto uma grande tristeza quando olho para este teu post. Eu devia ter estado lá...

Bjnh

Um Momento disse...

Sorrindo-te!!!
Belo poema o da linda Alexandra
Muitos Parabéns para tão grande poeta com tão tenra idade!
E lá andei eu a vasculhar os teus slides
Deixa-me dizer-te que foi um prazer enorme estar presente,uma honra maior ainda por ter conhecido alguém com um coração tão nobre quanto o teu
Muito obrigado...de coração
Espero que tenha corrido tudo muitissimo bem!
Beijo Imenso em ti de mim e da minha Princesa que adorou e devorou o teu livro :))))))))
( para não falar da mae claro:D)
Abraço imenso
(*)

Papoila disse...

Tu dás muito de ti em cada palavra ...mesmo que por vezes penses o contrário.

O prazer foi meu...

Beijinhos
BF

LuzdeLua disse...

Levamos o muito que deixas em tua página sempre. Ainda bem que voltaste. Beijos com carinho amigo.
Bjs

Silvia Madureira disse...

Deixo também uma grande beijinho.

Esse poema é tão pequenino como a menina mas diz tanto...todos nós deveríamos colocar as lágrimas no mar. Ninguém merece o sofrimento.

Estás desculpado.

beijo