07 agosto, 2006

espreitadela do burro

É Verão, a vida continua e os disparates também, o deserto de vontades alastra, a aridez humana é cada vez mais evidente.
Naturalmente que é sempre mais fácil, fazer juízos de valor sobre o comportamento dos outros, que sobre o nosso.
Para as nossas atitudes há sempre uma razão válida, para as dos outros, é sempre uma questão de má vontade e coisas do género.
Nada melhor para exorcizar os nossos demónios, que apontar os pecadilhos dos outros.
A diferença entre aquilo que normalmente advogamos, e o que fazemos na prática é grande, mas precisamos de estar sempre na primeira fila, a apontar o dedo.
À primeira leitura, até parece que este texto apela ao imobilismo, censura o direito de opinião, mas de facto não é disso que se trata, trata-se isso sim de um apelo à lucidez, à coerência, o mais possível.
Na realidade somos apenas seres humanos, com todas a virtudes e defeitos, que possuímos enquanto tal.
O ideal, era que cada um de nós procurasse estimular, o que há de melhor no outro, mas infelizmente na maioria dos casos, procuramos espicaçar o que há de menos bom, para termos sempre matéria prima, para alimentar o nosso secreto desejo de juízes incansáveis.
Assim sendo, o calor do sol e as bebidas frescas, até nos sabem melhor à sombra de uma conversa, numa mesa composta por um colectivo, de legisladores da coisa humana.
Mas é Verão, isso também não importa muito pois não, então seja, bom bronze, bons mergulhos e boa semana.
O nosso muito obrigado

22 comentários:

NightWolf disse...

Troca de lugar com os amigos para veres o mundo de outra perspectiva.

beijinhos*

Luna disse...

Meu burrico lindo, que saudades tinha das tuas palavras.
Acho que isso acontece pois nos achamos sempre vitimas, são os outros os culpados do nosso infortunio, não olhamos para dentro, não aceitamos o quanto somos imperfeitos

beijocas grandes

Anamargens disse...

Que alegria!
Temos Chuvamiuda de volta, com o seu lindo companheiro!
Beijinho ao dono, abraço ao burrito.
Sejamos apenas humanos, com bronze ou sem bronze...
Bebidas frescas, isso sim, muitas.

Ana disse...

Sinceramente esse lado de juiz que falas é o que mais me deixa fora de mim no ser humano...Acho horrivel que as pessoas façam de um tudo para apontar os defeitos e a dor alheia!!! Será que não deveriam, antes de tentar estimular o melhor do outro, tentar corrigir ou no minimo controlar este defeito???

alfazema disse...

Olá Chuvinha!

Quanta alegria em ter-te de volta. Li o post mas só o comento amanhã.
Pela alegria que me deste, por esta saudade grande que vieste atenuar, toma lá muitos beijinhos. Agora fica por aqui e deixa o burrinho também. Tá?
Jinhos

Rosmaninho disse...

Fiquei muito contente por vos voltar a ver, Companheiros!
....

Somos apenas seres vivos que podíamos ser mais humanos...
Calor em demasia é capaz de contribuir para acentuar os defeitos...

Há que ter muito cuidado com o bronze e com os mergulhos, só assim poderá ser boa a semana de canícula que agora começou.

~*Um beijo*~

Vanna disse...

Fico feliz q tenhas aparecido.
Bom texto pra pensarmos na importância de não julgar os outros. Antes melhor entender q nossas dificuldades são as mesmas nos outros.
Bjs, linda semana.

Caiê disse...

O que era importante no Inverno continua a ser no Verão, embora muita gente prefira esquecer e enfiar a cabeça na água fria! Beijinhos nas orelhas do burro!

Isabel-F. disse...

Viva.
Bom te ler novamente. Tinha saudades.
Quanto ao teu texto... tens toda a razão....

porque será que?
"O ideal, era que cada um de nós procurasse estimular, o que há de melhor no outro, mas infelizmente na maioria dos casos, procuramos espicaçar o que há de menos bom, para termos sempre matéria prima, para alimentar o nosso secreto desejo de juízes incansáveis.
"

Beijos

Anamargens disse...

Ontem nem comentei o post: faço-o agora.
"O ideal, era que cada um de nós procurasse estimular, o que há de melhor no outro" - Certíssimo.
E estimular o que há de melhor em nós mesmos também - a capacidade de dar, daquilo que todos temos: atenção, palavras, sorriso, encorajamento - não custam dinheiro, não se esgotam e fazem tanto bem. Calculo que será pior a dor da indiferença dos outros do que a da fome.
Bj.

Tia Cremilde disse...

O bom sobrinho regressa sempre! welcome back!
espero que as férias tenham estado à altura... e espero que não tenha feito nada que a sua tia não fizesse!

uma beijoca da tia!

Luna disse...

Tinha saudade do beijinho de noite serena
dorme com oa anjos

Lagoa_Azul disse...

Magnifico texto...

Tivessemos a coragem de falar sempre na primeira pessoa do plural, em vez de na segunda do singular e serimos mais felizes...

Hoje abraço-te com carinho :)

Claudinha disse...

Olá!
Verão... Aqui é inverno, nossos corações estão aquecidos com sopas e chocolates quentes, carinho de família. Prefiro o verão, o bronze, o mar, as cachoeiras, mas temos que ter tempo de dormência para nossas sementes descansarem e despertarem na primavera! Beijo!

dreams disse...

que saudades...

é tão mais fácil julgar do que procurar entender...
desculpa a ausência, mas também eu estou de volta...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

Isabel-F. disse...

Bom fim de semana
Bj

Anamargens disse...

Outra vez mais: BFS.
Noites serenas.
Bj. Chuvamiuda e festinha ao burrito.

musalia disse...

olá, chuvinha! o que dizes é memo assim! descarregamos nos outros a nossa própria insatisfação...

beijinhos.

Águas da Vida disse...

Que bom que voltaste, bem vindo estava realmente fazendo falta ler seus textos.
Um excelente final de semana.
Big Kiss

alyia disse...

Isto já não é verão.. é um forno!!!!
Os meus neurónios já estão todos fritos e esturricados :(
Podias desligar o aquecimento sff??? E já agora apaga também a lareira!!!

{-Sutra-} disse...

E muitas vezes não é desejo de se ser juiz incansável, mas antes ter supremacia, ou tentativa frustrada dela.

Ai que calor...

Bj doce

Águas da Vida disse...

Uma excelente terça-feira cheia de muita paz e amor.
Big Kiss