03 setembro, 2006

nós e os outros

Tudo tem um preço, nada na vida é gratuito, mesmo aquilo que nos dão a pretexto de uma oferta.
Mais tarde ou mais cedo, farão questão de a determinada altura nos lembrarem, aquilo que em dado momento nos ofereceram.
O falso altruísmo e entrega desinteressada, é apenas uma utopia, em que inconscientemente, teimamos em acreditar, na verdade precisamos sempre de acreditar em alguma coisa.
Acreditamos que os outros nos entendem, quando nem nós mesmos nos entendemos, amuamos quando não entendem o nosso comportamento, quando não entendemos o dos outros, é sempre porque não faz sentido, ficando assim resolvida a questão.
Podemos concluir então, que o mundo para os outros, não passa de uma manta colorida, palavras pintadas com cores berrantes, sons que nos irritam, imagens desconexas, linhas desenhadas num espaço abstracto, alheamentos, tudo idealizado por um génio, que inventou o planeta a que por capricho deu o nome de Terra.
Do qual nos obrigam a aprender a geografia, os seres e plantas que nele habitam, simplesmente para nos chumbarem no exame final.

Mas que grandes velhacos, que eles, os outros, são!


Por hoje já chega, uma semana fantástica para todos!

O nosso muito obrigado.

15 comentários:

alfazema disse...

Olá Chuvinha!
Passei para te deixar um beijinho e desejar uma noite serena.

dreams disse...

eu tento, e vou tentando...
mas ainda não consegui entender o porquê...
explicas-me?

um beijo doce * para ambos
“·.¸Dreams¸.·”

Vanna disse...

Boa noite querido.
Realmente pensar q nos fazem bem e não cobrarão nada é uma ilusão.
Bjs, linda semana pra vc tb.

Anamargens disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anamargens disse...

Chuvamiuda,
Os outros não são todos uns malandros - há por aí gente boa, amigo, acredita. Bem sei que tb há muita velhacaria, pois o mundo é complexo e multifacetado. Mas sempre ouvi dizer que "não há almoços grátis" - alguma razão há-de existir para tal ditado.
De qualquer modo, força de ânimo e "ala para diante"...
Desejo-te uma semana serena. Beijinho.

Joana disse...

Pois é amigo...

este "cada um por si" que a sociedade nos obriga a viver, faz-nos perder qualidades e costumes.

Mas uma das coisas que me chateia mais é aquilo a que eu chamo "estupidez natural", que no fundo se traduz por aqueles(as) que querem ajudar e só nos estragam mais a vida, aqueles que só querem fazer o bem (entenda-se o que eles(as) acham que é o bem) e faltam ao respeito nas mais pequenas coisas...enfim.

A formação não se aprende na escola. É preciso ter princípios, alma e respeitar o outro.

Por isso os burros são uma espécie ameaçada, porque a estupidez natural de alguns fasz com que se esgotem nas mais pequenas coisas, não é amigo??

Desculpa o "testamento"...!

Beijinho grande e aquele abraço (o que bem sabes)

P.S.Como posso obter 1 autógrafo no teu/meu livro?

segurademim disse...

e eu, e eu? para muitos, sou uma outra!
serei assim como tu dizes?

vou pensar...

beijo

Ana disse...

Gostava de acreditar que o mundo não é assim tão interesseiro e egoísta... mas sei que não é verdade! :(

Rosmaninho disse...

Que ternura de amigos, os da foto!

Sou muito ingénua, talvez seja devido ao lugar onde nasci, por isso continuo a acreditar sempre.

Sempre me entreguei desinteressadamente... Quando percebo que me estão cobrando continuo sendo o que sempre sou e serei... Assim, entendo-me e entendo os outros.

Nós e os outros... na Terra...saibamos sempre (con)viver.
Concluí há muito que basta querermos (nós e os outros) e a Terra dá uma ajuda...

~*Um beijo*~

Tia Cremilde disse...

Vim deixar votos de bom fim de semana e que partilhes, num puro acto de altruísmo a boa disposição com quem gostas.
não faça nada que a sua tia, normalmente, não fizesse!

Caiê disse...

Nós somos os outros dos outros... ;)

Luna disse...

Todos somos assim, o problema que só vimos isso nos outros, talvez por isso cada vez esteja mais atenta aos outros para entender quem sou, e estar mais alerta ao que faço, pois de certeza mesmo sem me aperceber passo o tempo a magoar os outros.
Quanta magoa sinto em ti meu amigo
beijinhos

Lagoa_Azul disse...

Apesar de tudo há que tentar sempre viver desinteressadamente, e sem expectativas em relação aos outros...

Admito que é muito dificil atingir esse objectivo, mas desistir nunca...

Dia sereno e melhor fim de semana,

Beijos carinhosos

Claudinha disse...

O ser humano, por princípio, complica todas as suas relações. Não cremos, não entendemos, não somos nada a não ser uma grande interrogação... Beijos!

Rosario Andrade disse...

Bom dia!!!!!
Infelizmente a natureza humana nao se pode mudar... apenas nos podemos mudar a nós próprios e tentar sublimar a nossa própria humanidade... é pouco, mas é uma centelha de esperança.
Aproveito para dar os parabéns não só pela publicação do livro mas também pela causa defendida... tu estas já a fazer a diferença para um mundo melhor!!!!!!!
Bjico ancho!