13 outubro, 2006

a outra face do dinheiro

Nobel da Paz
Prémio atribuído a Muhammad Yunus, "pai" do microcrédito e fundador do Banco Grameen


A Academia Sueca distinguiu o economista Muhammad Yunus com o Nobel da Paz 2006. Yunus nasceu no Bangladesh, em 1940, é professor universitário de Economia e foi o fundador do Banco Grameen, vocacionado exclusivamente para o microcrédito.
SIC online

Yunus, professor universitário de Economia, formado nos EUA, regressou ao Bangaldesh em 1972. A partir dessa altura edificou o banco de que é fundador e mobilizou esforços para criar desenvolvimento económico e social através do microcrédito.
O banco Grameen faz pequenos créditos sem exigir as garantias bancárias convencionais, com o objectivo de dar mais dignidade aos pobres. A única garantia é a confiança depositada no cliente.
Os empréstimos são concedidos a grupos de pessoas, cooperativas ou aldeias. Se um dos membros falhar, o crédito é retirado. Se todos cumprirem, têm acesso a novos empréstimos. Os números dizem que 98 por cento dos clientes cumprem o plano de pagamento.
O fundador do banco recusa a palavra caridade. Muhamad Yunus diz que esse tipo de prática acaba por perpetuar a pobreza porque cria dependência. O Nobel da Paz acredita que cada pessoa tem capacidades por explorar e que só precisa de capital, energia e criatividade.
O papel de Yunus destaca-se ainda mais quando a sua acção decorre no Bangladesh. Este país do sul da Ásia é subdesenvolvido e superpovoado. São quase 150 milhões de pessoas num território que não chega a ter duas vezes o tamanho de Portugal. O rendimento das famílias mais pobres é de 51 euros por ano.
Microcrédito de Muhamad Yunus já chegou a Portugal
A obra de Muhamad Yunus não conhece fronteiras. Começou no Bangladesh mas já estendeu a mão a 59 países, incluindo Portugal. A Associação de Nacional de Direitos de Crédito é baseada na filosofia do actual Nobel da Paz e do Banco Grameen do Bangladesh.
Em Portugal muitos portugueses recorrem ao microcrédito para criar o próprio negócio. Até ao ano passado, foram emprestados dois milhões de euros para 518 projectos.
No total foram criados 600 novos empregos e o Governo já prometeu criar incentivos fiscais para quem recorre a este tipo de empréstimo.
_______
_____________
___________________
De facto a paz também se conquista com dinheiro, o que é diferente de comprar a paz.
Sabemos que o dinheiro é um dos principais motivos, porque se faz a guerra, mas é muito gratificante saber que há quem o saiba utilizar utilizar e bem, pra fomentar a melhoria de vida da pessoas.
Desta forma até os mais cépticos, passam a gostar do dinheiro.
...................
O nosso muito obrigado e um excelente fim-de-semana a todos.

16 comentários:

Testa Alta disse...

Um pouco (pouco mesmo) de riqueza material, aliado ao respeito pela dignidade das pessoas, fazem milagres. São condições imprescindíveis a que cada indivíduo desenvolva a auto-estima e a auto-suficiência.
Ainda bem que isso é, assim, tão dignamente reconhecido, ao dar-se este Prémio.

Alequites disse...

De facto!

Tenha um grande fim de semana.

Namstê! Beijos

alfazema disse...

Um post que enche de satisfação e esperança aqueles que o lêem. Afinal neste mundo nada se faz sem dinheiro e ter a possibilidade de recorrer ao microcrédito abre uma fresta de luz naqueles que neste momento vivem a terrível angústia de estar desempregado.
Um beijinho grande

Luna disse...

Em tudo encontramos a dualidade, do certo e errado, quando há pessoas puras de coração acabam por saber tirar proveito de forma positiva do que é nefasto
beijinhos

Anónimo disse...

Achei que o prémio foi muito bem atribuido :)

bom fim de semana*

Rosmaninho disse...

O amor ao próximo de tudo é capaz!
Também é possível que se transforme em dinheiro!
Basta o Homem querer e o Amor multiplica-se e distribui-se das mais variadas formas.

~*Um beijo*~

Isabel-F. disse...

"De facto a paz também se conquista com dinheiro, o que é diferente de comprar a paz.
...."

Adorei o teu Post.

Bom Sábado.
Bjs

dreams disse...

muito bem atribuído este prémio...

afinal o dinheiro pode ajudar a felicidade...

mas na sociedade ocidental, um crédito sem garantias?
não acredito...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

mixtu disse...

não conhecia-o até ser anunciado o prémio...

excelente escolha da academia... ver se o mundo acorda com outro desoertar

abraços europeus

Claudinha disse...

Antonio! Muito merecido o prêmio. Ele é alguém muito especial, que veio ao planeta para melhorar... Beijos!

Mikas disse...

É bom saber que existem pessoas assim. resto de bom domingo

clotilde disse...

Ainda bem que há pessoas assim, que há um prémio assim e que há um blog assim cheiro de "sensibilidade e bom senso"

Uma óptima semana
Beijinhos

Isabel-F. disse...

Uma boa semana para ti.

Bjs

Anónimo disse...

Um excelente exemplo, que dá o Sr, Yunus. Boa semana

segurademim disse...

... podes crer!!!!!

beijo, boa semana :)

Ilhota2 disse...

São grandes seres como este que me fazem acreditar na humanidade. E não valorizar os que cinicamente dizem que tudo não passa de gestos "politicamente correctos"
Acho este blog excelente!