22 julho, 2007

mais um mimo

Na verdade, a amizade, é por excelência, o sentimento mais nobre, que se torna evidente em qualquer relacionamento. A saber: na vida conjugal, na vida amorosa, no exercício da paternidade,na coexistência em famíla,na actividade profissional, entre amigos e na convivência social.
Qualquer tipo de relacionamento despido de amizade, fica à nascença condenado ao rotundo fracasso, não importa a duração do mesmo, nem tão pouco os motivos e vontades que a ele deram origem.
Momentos de Excelência, são sem dúvida alguma os de partilha, partilha de amizade, do amor de toda a espécie, partilha do conhecimento, partilha de alegrias e angústias, de vitórias e derrotas. Partilha de tempo, partilha de orelhas atentas e bocas não condenatórias, de olhares rasos de cumplicidade, de sorrisos em forma de laços a apertar a dor, para que a dor como por magia se transforme em vida renovada a cada momento, para que um segundo seja uma eternidade de bem estar e, sejamos felizes a amar acima de tudo os amigos. Naturalmente a nossa maior fortuna.
Esta amiga de longa data, que se apresenta na blogosfera como Amigona, prendou-nos com este mimo. As palavras, por mais força e significado que tenham. Nestes momentos, parecem sempre curtas para reconhecer acima de tudo, mais do que agradecer, o significado do carinho que nos é dado.
Grato Amigona!
Este mimo, é acima de tudo para todos quantos me têm acompanhado, acarinhado e apoiado, nos projectos em que me tenho envolvido. Sem vocês nada do que tenho conseguido seria possível.
Bem hajam!
Permitam-me, que o atribua de forma especial, a uma mulher extraodinária que iniciou esta viagem, que todos aguardamos o seu regresso vitorioso. Enquanto eu escrevo estas palavras, com a emoção à flor da pele, os olhos húmidos de angústia. Ela está a lutar e a sorrir, dizendo-me, como diz a todos os que a conhecem e amam. António, és um fraco rapaz! Nunca perdendo o sorriso, mesmo quando o monstro a massacra por dentro. Ela sorri, e diz-lhe em surdina: Também tu és um fraco, apesar de monstro!
Até já querida amiga!
Um abraço de Excelência a todos!

6 comentários:

Isabel-F. disse...

absolutamente de acordo contigo ...
nenhuma relação vale alguma coisa, se não existir amizade ...

bem merecido o prémio...parabéns.

beijinhos

Miguel disse...

Muito bem, António. Merecido o prémio, justissímo o destino que lhe deste

Um Momento... disse...

Sorrindo...
Parabéns a ti... a Ela ... um abraço... forte e sincero
Que consiga vencer essa sua luta...
Tb eu estou aqui a lacrimejar...Por o Mostro ali , além ... aqui...estar...
Abraço Amigo...(*)

soslayo disse...

António Paiva:

Justíssimo "momentUS de Excelência" nada mais merecido que tu Poeta!
Muito lindo a quem dedicas este teu post. Creio mesmo que sei a quem te referes e salvo erro esteve contigo na Fnac do Funchal, quando do lançamento do teu livro!? Estou errado? Um abraço.

Um Poema disse...

António,
A distinção que recebes é mais do que justa. A distinção que fazes é, igualmente, justíssima.
Só não é justa a necessidade da viagem que referes.
Depois de te ler, muita coisa fico a entender.
Fico a torcer pelo breve regresso dessa viagem que, se Deus quiser, correrá bem e será breve.

Um abraço

Papoila disse...

Não sei se é por ser um pouco loira, pintada mas loira, por vezes parece que não percebo nada desta coisa. Tudo isto só para explicar que vim a este Post dizer que adorei a "Insónia" ...lá não consegui comentar.

Espero que hoje não tenhas insónias, não penses em mulheres (homens também não claro) e acima de tudo não fumes...please. Pedido de uma ex-fumadora de 8 meses.

Beijos