24 agosto, 2007

tribos

Todas as sociedades estão pejadas de tribos. As sociedades intelectuais, ou com pretensões a, não fogem a essa praga. Nas com pretensões a, o flagelo é ainda maior. Por qualquer coisa que dê jeito, vai-se formando a matilha. É vê-los felizes e contentes nas suas ridículas farpelas, da pseudo convicção, do saber inquestionável e do “babanso” pegajoso tão só deles. Amassam as costelas uns aos outros com palmadinhas de mão mole e peganhenta, sorrisos ignóbeis amarelados. A distância maior que alcançam, é entre um e o outro e assim sucessivamente. Por ali gravitam. A jóia a pagar para quem queira aderir a qualquer uma delas, é anular-se enquanto ser pensante, despir-se de convicções, sobretudo das suas. Vestir-se de hipocrisia. Muita. Há também os grupinhos, que nunca chegam a tribo. Mas que são igualmente deliciosos. Enfim. É a vida. Deixá-los viver para que sintam (como alguém já aqui disse).
Pela primeira vez deixo aqui um pedido. A quem quiser e estiver em condições de o satisfazer e, assim o entender. Que vá até aqui.
Grato!
Bom fim-de-semana a todas/os.

30 comentários:

Maria disse...

A mão peganhenta....... que nojo.....

Eu vou lá já a seguir.
Bom fim-de-semana
Beijinhos

Menina do Rio disse...

Hipocrisia parece que virou sinônimo de estar em evidência e cada dia esses grupinhos vão evoluindo a caminho de novas tribos, até voltarmos a ser selva.

Estou em outro sitio, amigo.
beijos

Menina do Rio

Nilson Barcelli disse...

Esses grupos, ao fim e ao cabo, são os que verdadeiramente comandam os destinos da sociedade não completamente desenvolvidas (com pretensões a...).
São uma praga social.
Bfds, abraço.

Papoila disse...

cada vez mais existe o medo de emitir opiniões. de pensar por si mesmo e não seguir a tal matilha que falas...
Efeitos desta sociedade.
Foi lá ver...
...ainda não li nenhum. Mas tenho a sorte de te poder ler por aqui...

Beijinhos
BF

João Moutinho disse...

Agora também já é visível a tribo anarco-chique.

João Moutinho disse...

quero dizer, eco-anarco-chique.

kurika disse...

Já fiz o meu "trabalho de casa".

A colecção dos burrinhos é fantástica...e esta foto, não sei explicar, desenha-me um sorriso engraçado.

Bom fim de semana.

Um xi

...já tinha saudades desta música!!!

Claudinha disse...

Olá! Não gosto de nenhum tipo de segregação ou pré conceito. Não gosto de críticos e metidos a intelectuais. Prefiro antes, a cultura do povo, o poema inteligente e perspicaz, quem fala e faz. Não sei ao certo o que se passa, mas vou atender o seu pedido e seguir o link. Vou também ao site que não conhecia. Beijo!

Um Poema disse...

Nem preciso comentar.
Um país onde a mediocridade campeia e governa não pode dar mais do tribos/bandos/seitas, grupinhos e grupelhos.

Já votei.

Um abraço

Sahmany disse...

olá,
só passando para dixar um abraço e desejar ótima semana.

Silvia Madureira disse...

Olá:

É verdade que existem muitos grupos...juntam-se por diversas razões. Mas, serão as pessoas felizes nesses grupos...ou serão os seus sorrisos meros fingimentos? Não será só para dizer que não se anda sozinho? É que a vida é de modas e se os outros vão juntos...temos que ir.
E às vezes até dá jeito quando precisamos de um jeitinho daquele a quem dá-mos palmadinhas no braço.
Mas...às vezes a hipocrisia dá-se mal...e nem sempre as palmadinhas surtem efeito.

A propósito gosto desta música...onde poderei encontrar o vídeo?

Isabel disse...

Não passei para ler nada que disso não tenho vontade. Foi, só, vontade de visitar um amigo e desejar-lhe uma boa semana.

Bjt

MiguelGomes disse...

A necessidade de formar tribo é tão maior quanto o medo de se estar sozinho com os próprios pensamentos no meio de uma multidão.

Como te compreendo...

Fica bem,
Miguel

Um Momento disse...

Por tanto que me tens dado...
Por tanto que comigo partilhas...
Te trago algo em mão~, lá da minha húmilde casinha...
sentidamente agradecida por tudo
Um beijo Enorme... em Ti
(*)

Silvia Madureira disse...

Olá novamente:

Vamos formar uma tribo de blogs! Alinhas! Bora...

Podes passar no meu blog porque vou dar continuidade e deixei lá algo para comentares se quiseres...

Um abraço

foryou disse...

O quê???? Eu, comentar um livro escrito por um gajo de meias rotas????!!!! Era o que faltava!!! Vai mas é coser a roupinha, pah!!

david santos disse...

Olá, António.
Tem umas boas férias.

Luz&Amor disse...

Sempre o joio em meio a trigo.
Deixei-te um mimo lá em casa. Passa lá amigo.
Beijos

Joana disse...

AMIGO,

depois de uma longa ausência, um regresso com um pouco mais de calma.

Faltaram-me os dias, as luas, as longas noites de verão, mas recuperei o sorriso e o mergulho nas tuas palavras, mesmo quando estou em silencio.

Beijinho grande e aquele abraço.

mixtu disse...

é a vida...
vou lá

abrazo beirão

Um Momento disse...

Deixando um beijo...
Indo lá agora
(*)

Maria disse...

Bom fim-de-semana

Beijinho
(noite serena!!!!!)

Kalinka disse...

Ol� Ant�nio Paiva

Olhe para o lado:
H� sempre algu�m que
Quer ser abra�ado e
N�o tem coragem de dizer.
Enlace-o.
O pior que pode acontecer
� ganhar de volta um sorriso de carinho
Ou quem sabe, uma palavra sincera.
Voc� vai descobrir
Que ningu�m est� sozinho
E que a vida pode ser
Um eterno c�u de primavera.

Um bom fim-de-semana
Na companhia de quem mais [o/a] abra�a...

E, eu continuo com o ALFABETO. Est�s curioso?
Beijitos, letra B
Bom domingo.

stela disse...

já lá fui opinar!
como poderia não ir?
P.S. que música linda... ~já tinha saudades...

beijinhos da "Narizinho"

Barão da Tróia II disse...

A nossa sociedade adora isso que tão bem descreves. Boa semana.

Maria disse...

Está tudo bem? Este ficou "esquecido"?

Beijos

Maria disse...

"Noite serena"...

Beijo

lurainbow disse...

Que giro
Senti tudo isso k escreves na pele este fim de semana e descarreguei la no meu Rainbow . HIPOCRISIA , falsos amigos ...
Beijinhos muitossss
AMEI :))

Kalinka disse...

Amigo António

ofereço-lhe um «Trevo da sorte», todos no Mundo precisamos de sorte.
Venha buscá-lo, é seu.

Vou contar-lhe um segredo:
Há 33 anos atrás, dei à Luz, uma criança de seu nome Alexandre.
é isso, eu e ele estamos de Parabéns.
Só Deus sabe como tenho feito tudo na Vida, para o bem dele, anulei-me, deixei de trabalhar para o poder criar em casa, com outras condições, as melhores possíveis e, ele esquece-se que tem uma Mãe. Esta mágoa hei-de carregar comigo até ao fim da Vida.
Mas, continuo de cabeça erguida, tentando fazer o melhor que posso aos meus netos, principalmente dando-lhes muito Amor. E, por falar em netos, é engraçado, no dia que o meu filho faz 33 anos, a sua filha, minha neta entra para a Escola Primária, dando os primeiros passos em direcção ao seu Futuro... e, dizem que « não há coincidências»...

Beijos e abraços.

Moura ao Luar disse...

Fim de semana a trabalhar mas olha... melhor do que estar desocupada hehe