21 abril, 2008

breve IV

(fotografia antónio paiva)

há momentos que valem todo o ímpeto do corpo no enaltecer da alma.
aqueço nas mãos as palavras quando na boca me arrefecem.
na ausência dos lírios lanço pássaros ao céu, por enquanto azul.
antónio paiva

6 comentários:

ana disse...

lanço pássaros ao céu, por enquanto azul.
-----------------------

Eu lanço olhares ao azul (fotografo-o) quando as palavras me faltam mas o sentir me fica e me aquece.

Maria disse...

E dizes sempre tanto em tão poucas palavras... nessas que aqueces nas mãos....

Beijos

Vanda Paz disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Carla disse...

há momentos que se vestem de azul celeste!
beijos

Sandra Fonseca disse...

Sim, você é um "lançador de pássaros"... dos melhores poetas que leio. Enquanto o céu ainda é azul...
Beijo,
Sandra.

segurademim disse...

... e os passaros retribuem-te, cantando lindas melodias só para ti