17 janeiro, 2007

(fotografia chuvamiuda)
(clicar na imagem)
com os olhos rasos de luz busco o infinito, embriagado pela utopia. só alguém embriagado pela utopia, pode amar neste mundo em ruínas.....
antónio paiva

16 comentários:

Claudinha disse...

Eu, em minha utopia paro para observar e vejo figuras desenhadas pela luz e sombra (e como não?).
Talvez um gato em cima do muro à equerda, pessoas chegando perto dele, um senhor gordo de perfil, uma criança ao piano à direita, o o mesmopiano se transformando em um jovem de chapeú, recostado na parede... Ah, o que seria de nós sem as nossas utopias meu amigo? É dela que vem o sopor da vida e a criatividade! Beijos!

Testa Alta disse...

Há a boa embriaguez.
A da utopia, a da luz, a do amor.
E, abaixo de embriaguês, há o prazer do vinho novo!
E o prazer de ler o que escrevem os poetas.
E o prazer de saber que a utopia não está morta.

lifeyes disse...

Mas qual mundo em ruínas? Essa foto é lindissima!
E amar... oh rapaz, toda a gente pode, é tão fácil.

kurika disse...

Amigo...amar em ruínas não será o mais verdadeiro Amor???


Ama!

Não deixes o tempo passar!!!

Um beijinho de boa noite...

Doces sonhos

Anónimo disse...

ainda bem que te embriagas (ainda) com a utopia...
Fica bem

amigona disse...

Depende... beijo, amigo...

Caiê disse...

Nesse caso, há ainda mtos utópicos... :)

Anónimo disse...

Felizes os que se deixam embriagar pela utopia!!

Anónimo disse...

da capacidade de amar vem toda a nossa força!

quem não ama (homem,mulher,filhos,amigos,irmãos,pais, seja quem for...)

torna-se fraco...

um beijo e um bom dia

Anónimo disse...

Entre ruínas...gosto. Bom dia.

Anónimo disse...

o infinito está tão longe... beijo

Naeno disse...

Tudo que desejamos é o infinito. Talvez pela constatação nítida de que somos finitos e, nas duas situações de felicidade e infelicidade, desejamos continuar, a sermos felizes ou termos a chance, se não somos, de experimentarmos a felicidade.

Um abraço

Naeno

DIGNIDADE disse...

Olá!
Linda foto...nas ruínas também há beleza, simbolismo, a marca de outros que crendo num mundo perfeito ou numa fantasia viveram o melhor que souberam ou puderam, cheios de sonhos e de amor...
Quantos não vimos já a imagem enternecedora de uma flor a germinar no meio dos destroços?...
Depois deste post acho justo propor-te que adoptes como símbolo a fénix: e não me refiro só ao facto de ser uma ave que renasce das cinzas, mas ao seu sentido figurado - de pessoa rara e de singular merecimento.
Um bj!

chuvamiuda disse...

.

segurademim disse...

... mortos, estaremos mortos quando deixarmos de acredita nas nossas utopias


beijo, nada arruinado :)

Um Poema disse...

Um excelente pensamento.
Um abraço