24 fevereiro, 2006

Alguma luz ao fundo do tunel

Esta é uma causa que o meu companheiro e eu, teimosamente não iremos abandonar, água mole em pedra dura, tanto dá até que fura, 19 anos de cadeia para Pedro Inverno, ainda sabe a muito pouco, mas já é alguma coisa, se puderem vejam o video O Silêncio dos Inocentes, que se encontra disponível na mesma página.
O nosso muito obrigado.

15 comentários:

sonia r. disse...

Uma boa noticia, apesar de tudo.
Boa noite Chuvamiuda.

Bjo.

Popper disse...

Coisas de burro, para que o silêncio não se faça norma. Boa noite camarada.

adesenhar disse...

como diz a safo, uma boa noticia, apesar de tudo.

espero que as artimanhas dos advogados de defesa, mais um sistema judicial à beira do colapso, não inventem uma redução de pena quando o caso cair no esquecimento.
:|

Zeca disse...

Tenho uma solução para estes panascas de Avenida.

Querem mesmo saber?
Então aqui vai.

Meninas não ouçam.

Um rabo de PORCO de 12 anos bem lavado

Só lavado e não escanhoado.

Depois enfiar com ele pelos cús dos panascas até ao fim do rabo do PORCO e tirar devagarinho.

Como sabem, o rabo de porco tem os cabelos (aquilo são espinhos) ao contrário.
Entrar entra bem, mas a saír, valha a S.Teresinha é urros de morte.

1º-Para se sentarem levariam para aí uns seis meses.
2º-Tenho a certeza de que era remédio santo.

Se este remédio não desse certo, tenho outra.

Encostados a uma parede num dia de sol escaldante, cimento até ao pescoço e sentava-me em frente a vêr o cimento secar.

O que sucedia?
Nada.
O cimento quando seca vai apertando os seus componentes, não é?
Então?
Então depois jogava á bola com a cabeça deles.

Bem vou-me embora antes que nasça o dia.

Adeus Chuvinha

sonia r. disse...

Bom dia Chuvamiuda.

Bjo.

Isabel-F. disse...

...para o nosso País...uma pena de 19 anos...até que não foi pequena...


bom fim de semana
bjs

Carlos Estroia disse...

"água mole em pedra dura, tanto dá até que fura"
é um bom ditado, lembra- me os meus tempos de infância.
Há outra forma de escrever o ditado que é trocar o «dá» por «bate».
Embora ambas estejam certas prefiro a segunda e vou dixer porquê:
Este ditado segundo ma parece surgiu das pedreiras.
As pedras eram cortadas por uma linha de guilhos ( cunhas de aço, muito antigamente até madeira), onde se batia com um martelão ( 12-14 kk), por vezes a pedra não rachava, era ai que se deitava nos guilhos água, esperava-se um pouco voltava-se a bater e a pedra lá rachava.

Abraços

Caiê disse...

Esta causa merece que se dê a vida por ela. Um miúdo / uma miúda não mais vai esquecer isto na vida! é uma cicatriz irreversível.
Chuvinha, um beijinho no focinho do Burro. Chuac.

alyia disse...

Ainda foi pouco!

Ana disse...

Sinceramente acho injusto...Vai ficar lá todo esse tempo e quem vai pagar a sua "estadia" são os contribuintes!!
Pelo menos que o façam a trabalhar!!!

Anamargens disse...

Todo o abuso cometido contra crianças, deficientes ou idosos (os fracos) deve ser exemplarmente punido. Sublinho "exemplarmente"...

Mocho disse...

É preciso que a luz ilumine todo o túnel pois a procissão ainda vai no adro...Mas tens razão, burrico, alguma coisa está a mudar. Os órgãos de comunicação social estão a fazer o seu trabalho. As pessoas estão mais sensibilizadas para a gravidade destes assuntos, as crianças estão mais bem informadas e o cerco começa-se a apertar para estes anormais. Toda a justiça do mundo não apaga as memórias destas pessoas mas atenuam a sua dor.

sonia r. disse...

Boa noite e um bom fim de semana.

Bjo.

chuvamiuda disse...

.....o nosso muito obrigado, a todos quantos se manifestam, partilhando connosco esta vontade.....

Alien David Sousa disse...

Vê-se que é um burro com estilo. Basta fixar o olhar nos magníficos óculos roza.