03 fevereiro, 2006

O Burro na Cumplicidade que nos Envergonha

De facto quer queiramos quer não somos mesmo cumplices, Menina abusada por vizinho desde os 7 anos, O Burro e a Violência Infantil , bem sei que há quem não aceite a acusação, mas na verdade enquanto não bate à porta, falamos das coisas mais por descargo de consciência que preocupação efectiva, em cada história de abuso sexual de crianças, que não envolva figuras mediáticas, o crime é menor, como as crianças não votam, não se torna atractivo criar aparato de comunicação social como noutras situações.
O nosso muito obrigado.

11 comentários:

Rosmaninho disse...

Sempre que sei de casos denuncio. Já denunciei um ou dois, muitas vezes fui a Tribunal de Menores, gastei o meu tempo, não o perdi. Nestes casos, tudo se tem resolvido a bem da criança. É urgente a formação da Família, é urgente investir-se na Família e na Educação. Será que não sabem disto, os nossos governantes?

stela disse...

São chocantes os casos, mas bem reais, para infelicidade de todos nós, os normais! Nunca soube de nenhum caso em "1.ª mão", mas se algum dia acontecer, denuncio com toda a certeza!
Obrigada pel visita! :-)
bjs

Eu disse...

para mim esses animais que enojam o nome da nossa espécie nem sequer chegam aos cascos de um burro

(desculpa a acidez, mas este é um dos poucos assuntos que me tiram a racionalidade e toda a tolerância - não há perdão para tamanho crime, não há!)

sonia r. disse...

Somos todos cumplices.
Bom fim de semana Chuvamiuda.
Bjos.

a sua vizinha disse...

Ó vizinha, está um frio para burro! Venha aquecer-se à minha lareira e tomar um chazinho!

alyia disse...

Numa sociedade todos são responsaveis pela mesma!

Mac Adriano disse...

Somos cúmplices? Onde é que eu entro aí? Se calhar é melhor avisar que não sou católico e, como tal, não acredito na teoria do pecado original.

chuvamiuda disse...

.....cada macaco no seu galho, o post em questão, tem a finalidade de provocar conciências, cada um tem a sua e faz dela uso como bem entender.....

Um bem haja a todos quantos nos dispensam algum do seu tempo para nos ler!!!

Eu disse...

Eu voltei para exprimir o seguinte:
calma lá aí! se o facto de pertencer à mesma sociedade global (penso que é a essa que se estão a referir) que o sr. bush não me faz ser cumplice das suas "energumenidades"; muito, mas mesmo muito menos alguém me podem co-responsabilizar, ou relacionar de alguma forma, por este tipo de aberrações, que são das coisas que mais - se não mesmo a mais - desgraçam e põem em causa a racionalidade humana e a legitimidade da justiça e do direito (tenho dito)

Zeca disse...

Isto dá pano para as mangas e bainha prás calças.
Desde que não se vire a cara á banda,e se olhe o problema de frente,a "Cumplicidade" deixa de existir.

Agora o que não deixa de existir é este post no Plagiadíssimo.
Passa por lá e fica bem.

Caiê disse...

A nossa sociedade nunca pode ser evoluída enquanto fizermos sofrer quem não tem voz.