23 fevereiro, 2006

Estava "compressa"


Médico esqueceu-se da compressa dentro do ombro do doente.

Na realidade a cada dia que passa, vão chegando ao conhecimento dos comuns mortais, umas quantas destas atrocidades, fora aquelas que por razões de "peso", ficam bem guardadas.
Podem até utilizar a velha máxima que errar é humano, porque o é, mas erros destes e ainda outros mais graves, não me parece de todo que se lhe aplique aquela máxima, sabendo nós que os profissionais em causa, têm uma preparação exaustiva e altamente exigente para exercer a sua função, já nem sequer refiro os seus vencimentos.
A Ordem dos Médicos, tem timidamente dado alguns passos no sentido de sancionar devidamente estas situações, mas é necessário fazer muito mais.
Seria injusto não referir aqui, aqueles bons profissionais desta classe, que cada um de nós conhece.
O nosso muito obrigado.

20 comentários:

sonia r. disse...

Quantos casos como este não haverá em Portugal?
Uma boa noite Chuvamiuda. Até amanhã.

Bjo.

Joana disse...

Gostei da forma elegante como abordaram aqui o assunto.
(É sempre assim, eu sei, mas tinha de realçar este aspecto!)
É realmente muito triste que casos destes continuem a acontecer...
E esperar por um médico deitada nos corredores de um dos maiores hospitais do país porque o Sô doutor estava a ver uma partida de futebol!? Estes casos não chegam a praça pública e também são graves...quantos sofrem com estas situações???

Ainda bem que há o outro lado...aqueles que são tão humanos que compensam tudo! :)

Beijinhos grandes e continuação de boa semana!

sonia r. disse...

O querido burro ainda está acordado?

Bjo.

sonia r. disse...

Bom diaaaaaaaaaaaa.

Bjo.

Maria disse...

Infelizmente acontecem estas coisas.
Bom dia
Beijinhos

Isabel-F. disse...

...o ter ficado a compressa lá dentro...é lamentável...claro...

o grave, na minha opinião...é ter sido necessário recorrer a outro médico/instituição...para resolver o problema...demonstra incompetência...ou não será?

bj

dreams disse...

é de lamentar esta situação bem como outras que ocorrem tantas vezes nos hospitais e centros de saúde...

mas como dizes, há sempre alguns que salvam a honra...

um beijo *

alyia disse...

Eh pah foi só um esquecimentozinho, acontece. Nunca te esqueceste de nada, tipo a palha para dar ao burro? Bolas, andas mesmo má lingua.
:P

adesenhar disse...

uma compressa é normal!
poderá servir de prevenção, no caso de haver emorragias internas, depois da operação!.
E
que dizer de uma senhora, que transportou durante alguns anos uma tesoura nos intestinos!
Só quando as dores já se tornavam insuportáveis é que um médico resolveu operar a dita e retirar o exemplar cortante.
Nada de grave...
era apenas uma tesourinha.
:(

Carlos Estroia disse...

É triste mas infelizmente não é caso único na medicina.

E os nossos governantes também se esquecem de governar bem.

Todos se esquecem

Só os doentes é que não se esquecem de ficar doentes.

Abraços

eco de mim disse...

pois, obrigado aos bons, pq esses deixam-nos continuar a vida "sempressa"! ;)

clotilde disse...

Abordaste o assunto muito delicadamente, gosto dessa subtileza.

Um grande bem haja aos bons médicos que por aí existem, que têm realmente vocação, gosto, sensibilidade e que não vêm a medicina apenas como um negócio.

Caiê disse...

Fico DOENTE com estas coisas!
A medicina, para mim, é a dedicação sem limites, acredita.
Um beijo. Não... dois. Um em cada orelhinha. minhauuu. :)
Gosto de te ver denunciador destas coisas.

Mimi disse...

Pena que sejam tão poucas as que são denunciadas. A classe médica é uma elite muito priveligiada e que se protegem mutuamente.
Força e parabéns pelo blog

Águas da Vida disse...

Concordo com vc que ha erros que nao podemos dizer que errar é humano, mas todo mundo é pai's, em todo lugar existem essas amnesia de deixarem sempre um objeto dentro dos pacientes, acredito que inves deles ficarem dialogando sobre a vida das pessoas, comentar sobre a mini saia da enfermeira, na hora da cirurgia, deveriam fazer mais atençao porque se trata de vidas humanas.
Uma linda quinta feira para vc querido amigo.
Big Kiss

Anamargens disse...

A eficácia é uma coisa boa, na medicina como noutras áreas. Há erros que não se podem cometer e há profissões onde só podem mesmo estar os melhores dos melhores: médico e piloto de avião serão exemplos dessas profissões. Quem não presta, não pode estar lá e nem devia haver corporativismo nenhum que "encobrisse" burrices desse calibre. Claro que uma andorinha morta não desfaz a primavera. Louvemos os capazes. Na medicina há outra faceta que é importantérrima, para lá da boa prática - o Humanismo !
Chuvamiuda ... aí tens ideia para postar noutro dia...
Abraço.

Humor Negro disse...

Isto é tão vulgar acontecer...
Neste caso até nem é grave. Mas casos de objectos utilizados na cirurgia é mato.
Obrigado pela visita.

Claudia Perotti disse...

Erros que acontecem e muito!
Beijinhos

Ana disse...

Bem, a minha experiência com médicos não é das melhores mas para não piorar recuso-me simplesmente a pôr os pés num consultório médico! Por isso estes casos não me deixam muito admirada!

alfazema disse...

Infelizmente , casos como este há muitos. E depois não digam que os burros estão em vias de extinção. Cada vez há mais! Cada vez há mais! És um "ganda burro". Arre burro continua a zurrar!