07 dezembro, 2006

barreiras II (as imagens que faltavam)

Ora bem, mão que me seja imposto de forma alguma, mas porque acho que os nossos fiéis amigos em particular, e demais clientela em geral, o merecem, aqui vai o relatório, das causas e efeitos, da nossa ausência.


Pois muito bem, e porque há gente que se utilizasse as suas capacidades e conhecimentos, em prol do desenvolvimento e do bem fazer, teríamos uma sociedade mais desenvolvida, um mundo menos injusto e por consequência mais equilibrado. Mas como antes pelo contrário, há que se sinta bem a prejudicar tudo e todos, nomeadamente a criar e desenvolver vírus e outros a difundi-los da mais diversas formas, resultado: o nosso posto emissor (PC) foi à vida.


Ora assim sendo eu o Burro do teclado, como tenho a mania que há sempre tempo para fazer determinadas coisas, nomeadamente guardar documentos importantes em CD's, o coisa semelhante, vou adiando embora me lembre constantemente do assunto, tudo isto só para dizer: que os meus escritos uns para iniciar processo de publicação em livro no início de 2007 e outros para continuar a moer e remoer, talvez para futuras publicações logo se vê, desapareceram, bem lá levei o dito cujo para a sala de operações, a coisa estava negra, mas como o esforço e dedicação do Cirurgião, depois de muito transpirar foram recuperados(valha-nos isso!).


Mas a situação era negra, depois de 2 dias de trabalho do e eu ter visto kilómetros e kilómetros de de luzinhas, árvores e arvorezinhas bolas e bolinhas de todas as cores, que enfeitavam o espaço comercial onde ficava a a sala de operações, o dito cujo PC teve mesmo que levar um cérebro fresquinho e novo, e com mais capacidade já agora (era mesmo de uma coisa assim que eu precisava de levar!)


Ao fim de dois longos dias com noites à mistura o paciente voltou a casa, e pelo menos por agora até um bocado mais ligeiro.


Nos “entretantos” durante o dia de ontem enquanto uma coisa ia e a outra estava parada, precisava de ir aos Correios para tratar de uns assuntos, como estava ali uma quase à mão, pensei é agora, qual quê ao aproximar-me da estação dos ditos, vi uma fila enorme coisa estranha, pensei, bem vou a outro lado, assim fiz ao aproximar-me da segunda estação, nem cheguei a sair do carro a cena era a mesma, disse de mim para mim: António são horas de almoçar, vais almoçar e depois logo vês, assim foi.

Depois de almoço voltei à carga numa outra estação, mas o cenário era o mesmo, mas houve algo que me veio para além das filas serem extensas em todos os locais, havia outra coisa em comum, era a idade da maioria das pessoas, já todas com idade avançada, aí fez-se luz neste cérebro iluminado, que às vezes passa algum tempo às escuras, pois é António: são os reformados para receber as migalhinhas. Uns precisavam de bem mais, outros nem tanto, mas a vida é assim mesmo, o que não significa que seja bom, de modo algum.

Bem António, vais ter de te juntar a eles, pensei eu, e assim fiz, quarenta minutos depois estava despachado.

Já agora posso fazer uma pergunta aos Srs. dos Correios? Posso?


Está bem, então aqui vai não seria possível, programar as coisas forma a que nestes dias houvesse pelo menos um guichê, disponível para atender as pessoas que querem tratar de outros assuntos?


..........................


Em seguida dirigi-me a uma agência da CGD, por sinal recentemente inaugurada, para efectuar uns movimentos com a caderneta, assim que cheguei junto da máquina, um papel A4, com letras bem gordas dizia: Utilização da Caderneta, não está disponível. Claro está que fiquei feliz e com F grande, e fui à vidinha.


Algum tempo depois, como tenho mania de fotógrafo, encavalitei-me num muro para tirar uma fotografia, resultado: caíram-me os óculos no meio duns arbustos, o lá bem em baixo e o terreno para além do muro ainda tinha uma vedação, já estão a ver eu trepar a vedação e a saltar para o outro lado, o que não foi nada fácil, mas depois de ter os óculos na mão e estar já do lado de cá de novo, reparei em alguém que estava a olhar para mim radiante: era o Sol.


Eu sorri-lhe disse olá amigo! Estás mesmo a convidar-me! E sabes que mais? Não sabes mas eu vou dizer-te: Ninguém nem nada, vai voltar chatear o António hoje! E sabes porquê? Porque o António não vai deixar! E lá fui com ele.

Engraçado já tinha passado por ali bastantes vezes, tinha visto o nome daquele bar, mas não sei porquê nunca tinha entrado, então: vai ser hoje mesmo!

Entrei, fui andando até dar de caras com uma esplanada mesmo em cima de uma escarpa viradinha pra o mar, ora vejam lá.

Após uma breve troca de palavras com o empregado, ele retirou-se, aparecendo depois com uma loira sorridente e com ar de safada, em cima da bandeja, bem com aquele solzinho, começámos a beijar-nos nem queiram saber, suave e prolongadamente, aquilo é que foi bom, enquanto isso as palavras do livro que me acompanhou, clamavam leitura mas eu nada, isso ficou para um pouco mais tarde.


Eu estava ali a deliciar-me, fantástico, acreditem só visto e sentido, enquanto isso uns iam e outros vinham, refiro-me aos barcos, porque pessoas, era só eu, e estava ali bem quietinho.


Fiquei por ali a ler e a rabiscar, no bloco ou folhas de papel que normalmente me acompanham e fazendo uns “disparos” com a máquina fotográfica, nem mais nem menos que três horinhas, até que o meu companheiro Sol, se começou a despedir e eu despedi-me também, com uma tremenda bebedeira de tranquilidade, porque com as loiras normalmente tenho cuidado, salvo algumas excepções.



Bem, agora têm aqui texto para três dias, ou mais! Ahahahahahahaah!!!!!!!!


P.S. Ok ok, já sei que estou atrasado nas visitas, vou penitenciar-me.


Bom fim-de semana a todos! Divirtam-se!!!!!!!!

24 comentários:

Miguel disse...

Companheiro...Realmente...tás perdoado..
Olha...acredito que já tenhas gravado o tal cd, não?
Abraço

Ana Patudos disse...

Tens cá uma imaginação!!
O texto está mesmo 5 estrelas.
Bom feriado
bjos patudos
Ana PAula

Testa Alta disse...

BFS a ti, António, que bem o mereces.
Vá lá, safou-se o tempo da tranquilidade, com sol e bloco, mais as fotografias, bonitas, já sei, com que nos vais brindar.
Abraço, Amigo.

dreams disse...

pois... loira... só podia...

pensei que nos irias presentear com a tua "vista" mas que nada...
vou ter que me contentar a ver areia...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

amadis / pintoribeiro disse...

Abraço. Sem barreiras, espero.

Nilson Barcelli disse...

Depois de 2 ou 3 desaires lá encontraste o ponto de equilíbrio.
Um bom fim-de-semana.
Abraço.

kurika disse...

Assim é que é!!!
Depois de tantos precalços...nada como um tempo para relaxar...e nada como nos brindármos a nós próprios com um belo momento de paz interior...acompanhado de "loiras" ou outras...mas o certo é que bem acompanhados...!!!

Também gosto das loiras de que falas, certamente não as beijo da mesma forma...mas gosto de vez em quando de uma!!!

Aguardo pelas belas imagens que com certeza nos irás oferecer...

Um beijinho e bom fim de semana...
por aqui sem sol...

xi...

kurika disse...

Esqueci-me de um pormenor importante...!!!
Vamos ter livro novo em 2007?

Hummm...aguardo novidades!!!

a_cabra disse...

Ora bem, como perdeste os óculos nem sei se vais conseguir ler isto... lol mas já pensaste ir à bruxa? Beijos e beijos :-))

Ana Patudos disse...

BRRRRRRR, está um frio de rachar.
Bom fim de semana amigo
bjos
Ana Paula

Marco Ferreira disse...

São coisas da vida.

Bom fim de semana.

marinheiroaguadoce a navegar

Gato Sapato disse...

Gostamos muito, mesmo muito do teu blog. Não queres colaborar com o nosso?

www.lusoprosecontras.blogspot.com

Um abraço de amizade

segurademim disse...

Ok! Ok! eu quero é ver dessas fotos ... hum... saborosas


... o texto durou só uns minutitos a ler... tens mais?


beijo :: bom fim-de-semana :)

Isabel-F. disse...

É raro conseguir ler textos muito compridos ...mas os teus fazem parte das excepções....

ainda bem que não perdeste os teus trabalhos...~

tb tenho andado ausente ...falta de tempo para a net...

bfds
bjs

mfc disse...

Bem... este é um autêntico Tratado sobre a Lei de Murphy!!
... e saíste-te muito bem!

david santos disse...

Paiva! Um abraço.
Mais um bom trabalho.
Adorei.
Um bom final deste e um 2007 cheio de tudo o que mais desejares,
Parabéns.

amadis / pintoribeiro disse...

Uffff...abraços,

Testa Alta disse...

Hoje, vim pelas imagens.
Abraço, Amigo.

kurika disse...

Olá Amigo... já te estou a ver...estás na Madeira...!!!

O fim de ano é espectacular nessas bandas...se ficares por aí, TIM-TIM com alegria, saúde e paz...!!!

Um beijinho

Caiê disse...

Só nos chateiam quando a gente quer ou deixa, certo? ;)

Nilson Barcelli disse...

Esqueci-me de te dizer que me aconteceu o mesmo.
Mas não foi vírus, foi mesmo um daqueles defeitos arreliadores de um ficheitro que impedia que ligasse o PC...
Também formatei... e também tive de guardar os dados antes... mas fiz tudo eu, apenas com a pequena ajuda do cirurgião que me vendeu a caixinha para enfiar lá o disco e copiá-lo...
E só acabei de instalar tudo ontem, depois de me chegar um DVD com o Office... ainda bem que aqui os correios funcionam ao Sábado.
Um abraço.

segurademim disse...

... olha o cabo girão!!!!

lindas as fotos

beijo ;)

Ilhota2 disse...

Olá amigo. Essa dos óculos fez-me rir... Ele há dias assim!
Mas a opção das loiras pareceu-me acertada eheheheh

Uma boa semana para ti e espero que esta seja mais tranquila.
Beijinhos

soslayo disse...

chuvamiuda:

Amigo António Paiva pois é, temos dias assim sobretudo naqueles em que andamos à procura do tudo e/ou do nada apenas (inspiração para que algo aconteça)! O PC foi culpa tua porque não se deixa manuscritos que por vezes podem representar únicos e insubstituíveis e por isso não tens desculpa, para isso existem os Backup's e um bom anti-vírus. Os óculos, essas são situações das mais comuns e estás com sorte eles não se terem quebrado (bom a não ser que fossem os de sol e não os de vista!) Concordo contigo num guichet só para os mais idosos, dando assim a primazia por um lado aos que já não aguentam estar muito tempo de pé, e por outro, eram mais celeres no atendimento das outras pessoas para assuntos diferenciados. O Café, sobranceiro ao mar onde colheste umas belíssimas fotos, creio ser no Rocamar com o Garajau ao fundo e o Sol no poente!!! Estou certo? Conheço esse mar e, é tranquilizante!!! Um bom fim-de-semana e como estou numa fase a 30% da minha capacidade de comentar vou fazendo o que posso... a mais não sou obrigado! Um abraço.