26 dezembro, 2006

fotografia chuvamiuda
(clicar na imagem)

o crepitar do madeiro já se extinguiu. as barrigas fartas dos excessos. debandaram um a um os comensais. até um dia até uma próxima. disseram. saboreio agora a essência. no conforto da doce melancolia, que guardo na despensa do meu existir.

antónio paiva

26 comentários:

Testa Alta disse...

"saboreio agora a essência. no conforto da doce melancolia..."
A essência importa mais do que tudo o resto. É a essência que fica connosco até ao fim, quando não só o calor, mas até as cinzas do madeiro desapareceram há muito.
Um beijinho.

Ilhota2 disse...

Bom dia amigo.Belas palavras as tuas...
...a essência... ficamo-nos por ela!

Uma boa semana

pintoribeiro disse...

O essencial. No alvo, lapidar. Passei, um abraço,

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Para além de vir desejar um ANO NOVO COM MUITO AMOR...
Quero também dizer o quanto você é importante para mim
Aceite este gesto de carinho como prova da minha sincera amizade...
Beijinhos
Conceição Bernardino

Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com




Anúncio gratuito...


PRECISA-SE URGENTEMENTE,
De um pouco de carinho, afecto
De preencher este espaço vazio,
Que o meu coração aluga de bom gosto
A quem lhe queira dar um gesto de conforto
De uma palavra, qualquer
Que se desfaça no meu ouvido
Preciso apenas...
De um amigo!


Conceição Bernardino

Anónimo disse...

Mas é bom saborear a essência na doce melancolia...

Um abraço

Isabel-F. disse...

...são doces as tuas palavras ...

bj

Luna disse...

Sempre fica um vazio na partida
beijos

Um Poema disse...

"Até uma próxima!"
Sim! Se até lá ficarem as recordações e o calor humano.
Um abraço

Caiê disse...

Quando a melancolia é doce, não estamos mal... ;)

Claudinha disse...

Talvez por isto o momento é sempre esperado... E existir seja um exercício de paciência... Um beijo!
Que 2007 chegue radiante!

segurademim disse...

... é! é! menos eu... que não te largo

também não comi muito... sou mais contemplativa

bom dia :: beijo existêncial :)))

(obrigada por aceitares o meu humor ;)

stela disse...

não comi muito, quando vejo muito comer, fico logo "cheia" :)).
Agora esperamos pelo próximo ano!
beijos grandes

kurika disse...

...fico-me com a essência destes pequenos grandes momentos...

Um beijinho

Anónimo disse...

Ola!
... e pronto! Quem tem fome continua a ter fome, quem nao a tem continua na mesma. As consciencias repousam por uma ano inteirinho!
Bjicos

Isabel-F. disse...

... boa tarde ...

bj

mfc disse...

E todos os anos se repete... com espírito renovado!


Não podia deixar passar em claro o teu aniversário.
Um ano nestas andanças é muito tempo... não se pode medir como o tempo corrente. É diferente!
Parabéns e que continues a dar-nos coisas bonitas a ler e a ver.
Um grande abraço.

Anónimo disse...

Fantástico!!
Boa tarde ....

Nilson Barcelli disse...

Tudo vai recomeçar dentro de dias com a passagem de ano.
Depois... voltamos todos à "doce melancolia".
Um abraço.

Ana Patudos disse...

Para mim o que me ficou de bom este Natal foi poder festejar o 84º aniversário da minha mãe com saúde qb e ter os meus filhos e marido junto de mim. O resto (consumismo), não tem importância para mim; detesto.
FELIZ 2007 E QUE ALGUNS DOS TEUS SONHOS SE TORNEM REALIDADE( se não forem possível todos).
BEIJOS
ANA PAULA

Kalinka disse...

Venho agradecer a simpática visita.

Passado que é o Natal, resta-me desejar-te umas boas entradas em 2007.
Que realizes todos os teus sonhos nesse ano.
Beijos e abraços.

Poemas e Cotidiano disse...

Que linda foto, que lindo pensar, que linda figura!
FELIZ ANO NOVO!
Beijos
Mary

Opintas / Bernardo disse...

Poeta carai!!!

kurika disse...

Bom dia, com algum frio...mas muito Sol...pelo menos para estas bandas.

Beijinhos

Anónimo disse...

chuvamiuda

Cmi o que a minha despensa pessoal requer... nem a mais nem a menos, porque como para viver e não ao contrário!!! Continuo na melancolia! Um abraço.

Anónimo disse...

rectifico: Comi, porra!!!

Anónimo disse...

chuvamiuda:

Quanto à rectificação que fiz: "salvo seja". Um abraço.