31 janeiro, 2006

O Burro no Tempo

Passa o tempo a correr, passamos tempo a ver passar o tempo, descuidados, distraídos, pensando que amanhã talvez ainda demore, amanhã já não nos recordamos que ontem foi hoje.
Passamos a vida na paragem do autocarro, do autocarro do tempo, despreocupados, se não formos neste apanhamos o próximo, mas o próximo chega atrasado, o tempo já passou.
Cada um de nós é dono do seu tempo, há quanto tempo já não temos tempo, para fazermos o que precisavamos de ter tempo para fazer.
Em um tempo esperamos o tempo, em dois tempos perdemos todo o tempo, porque não fazemos agora o que precisamos de tempo para fazer, e não deixamos para fazer, o que pode ser feito noutro tempo, é uma questão de opção e de tempo.
Agora vamos embora, que já estou a ficar sem tempo.
O nosso muito obrigado.

4 comentários:

Rosmaninho disse...

O tempo!... Quase sempre... não temos tempo para termos tempo e é tão fácil conseguirmos ter tempo! Basta darmos tempo ao tempo sem perguntarmos ao tempo quanto tempo o tempo tem. Mais vale fazermos enquanto temos tempo do que deixarmos passar o tempo. Nunca deixe para o outro tempo o que pode fazer no seu tempo. Muito obrigada pelo sorriso que me deixou.

Maria disse...

Pois eu tento aproveitar cada minuto do meu tempo....

alyia disse...

Mas afinal o que é o tempo? Isso pega-se? Come-se? Serve para quê? Onde está? Já o viste? ...?

(blog giro :) )

chuvamiuda disse...

....alyia, um dia destes com tempo eu explico..... :)
obrigado pela visita