28 janeiro, 2006

O Sábado do Burro

Hoje é Sábado primeiro dia de fim de semana, era suposto ser um dia calmo e tranquilo, foi assim que eu e o meu companheiro o idealizámos, engano puro há sempre algo que vai para além de nós, que não conseguimos controlar, lá aparece sempre alguém ou alguma coisa, que transforma o prazer do direito à preguiça, em qualquer coisa com sabor amargo.
A existência é mesmo tramada, lá se foi um pouco de sol, quer o do astro quer o nosso, o do astro ainda se compreende o dia já vai a chegar ao fim, o nosso é que bem podia continuar noite dentro, prolongar-se até amãnhã e se possível durante mais algum tempo, mas pelos vistos assim não pode ser, o que é uma chatisse.
Melhores atitudes precisam-se, é uma questão de pensar bem no assunto, que nos perdoem os nossos amigos visitantes, por esta porcaria de estado de espírito.
O nosso muito obrigado.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ana Pinheiro disse...

Hoje é um novo dia...
Não temos o sol...a estrela...
Mas nada como acreditarmos que um novo dia será diferente...Terá um brilho diferente.
Carinho no burro e um beijo para ti :)