27 março, 2006

Ontem e hoje uma realidade

"Tempo difícil esse em que estamos, onde é mais fácil quebrar um átomo do que um preconceito"
Albert Einstein

O nosso muito obrigado.

24 comentários:

LM disse...

E se hoje vivesse, o mesmo diria...
Boa semana!

sonia r. disse...

Também acho que sim. Boa noite Chuvamiuda.

Bjo.

Fausta Paixão disse...

Perdoe-me senhor burro, mas tenho de discordar. Deixe-se lá de conservadorismos e quebre os preconceitos...

clotilde disse...

Beijinhos e uma boa noite chuvinha

Mocho disse...

Preconceito de raça, etnia, religião, orientação sexual e de sexo, por vezes até opções partidárias e de procedências nacionais são factos notórios. Penanão sermos todos bons burrinhos. Bicadinha no pelo do focinho e na pestana gorda.

alfazema disse...

Quebrar um preconceito não é fáci, sabes? Há , pelo menos, duas instituições muito fortes na sua perseguição: a família e a sociedade. Uma e outra interligadas.Vem depois a outra instituição de que não gostamos nada quando é aplicada contra nós: a censura. Mas muitas vezes aplicamo-la contra os outros. Ai o Homem! Como vez Einstein, que era aquela "cabecinha" só podia ter razão: ontem, hoje e...amanhã.
Continua a tentar derrubar o orgulho e o preconceito. Conto contigo. Falas, falas e ...picas bem.
Belo burrito!
UM beijo

Rosmaninho disse...

Bom Dia Burro! Bom Dia Companheiro!

Tempo difícil!
Para os jovens, deste tempo, já é mais fácil, têm menos preconceito (penso eu de que).
Já vou, também, quebrando algum.
Tudo fica diferente sem ele...
Às vezes é, também, uma questão de orgulho.

~*Um beijo*~

Isabel-F. disse...

...vivemos em sociedade...os preconceitos existirão sempre...

boa semana para ti
Bjs

Miguel disse...

Façamos a nossa parte. Quebremos alguns à nossa conta.

Anamargens disse...

Concordo com o que se diz acima: quebremos algum dos nossos. Quem é que não tem "unzinho"?
Se numa vida se perder um preconceito, num século, globalmente, já se perderiam quatro ou cinco!
Reconheçamos que, "enformados"/socializados na teoria judaico-cristã, sempre tenderemos a alguma rigidez numa ou outra matéria. Lucidez e coragem são precisas.
Beijinho Chuvamiuda.

spartakus disse...

vai zurrando keu faço o mesmo. abraços Kmrd.

HatA/mãe disse...

Bom dia boa semana
alem dos burritos e reflexoes há aqui belas fotos.
Um abraço

Wakewinha disse...

Lá isso é verdade, os preconceitos estão demasiado enraizados!!! =/
Beijito*

[Lê e divulga.]

sonia r. disse...

Hoje temos dois burros na fotografia?
Boa tarde.

Bjo.

Joana disse...

Olá Amigos...

depois de ler o vosso post, achei oportuno partilhar mais uma do Albert!

"Cem vezes por dia recordo que a minha vida interior e exterior depende dos outros homens, vivos ou mortos, e que devo fazer o possível por dar na medida em que recebi."

Albert Einstein

Beijinhos grandes

P.S.A semana começou bonita! :)

clotilde disse...

e não é que é verdade!
Ainda na 6ªfeira falava com um amigo, que é uma vergonha termos uma juventude tão preconceituosa, tão fechada de ideias, achondo-se exactamente o contrário!
Muitas pessoas dizem que são muito "à frente", muito abertas das ideias, sabes o que acho, acho que aquilo é mas, é muita falta de formação. Não se pode confundir e penso que é daí que vem o preconceito.

Beijinhos preguiçosos e sem imaginação

Boa semana chuvinha

Mocho disse...

...e amanhã????

anirada disse...

ora, se vivesse hoje já dizia que destruir um povo com uma bomba é mais fácil que destruir um preconceito.) fica bem burrinho...beijo

Ana disse...

E nada tenho a acrescentar às sábias palavras deste senhor!! :)

Águas da Vida disse...

Palavras inteligentes.
Gostaria de aproveitar para convida-lo para ser um colunista do "Aguas da vida" ja temos 5 colunistas faltam 2 para completar a semana:
segunda-feira e quinta-feira.
Caso aceite mande-me um email avisando que envio o convite para o team.
aguassdavida@yahoo.com.br

Mocho disse...

Arre!!!!!;-)

Conviver e tentar manter uma vida social com outras espécies é lixado...

eco de mim disse...

era assim no tempo de einstein, é assim agr, vai continuar a sê-lo no fututo... infelizmente! :(

Luna disse...

O mais triste de tudo , é que o preconceito desune, é causador de dor, sofrimento, e seria tão facil acabar com ele, era só olharmo-nos nos olhos com amor e sentirmo-nos todos iguais.
hehehe , hoje estou uma lirica
beijos

joão marinheiro disse...

Ora cá está um blog bonito. Simpatico burro, chamem-lhes asnos...pois claro.
Parabens ao Burros, com uma paciência imensa para nos aturar. Bem que me lembo das burrices que o burro nas Berlengas fazia. Se não sabem a nossa marinha tambem tinha um burro que assentava praça na ilha...Um dia conto essas Historias...
Abraço do Mar