07 novembro, 2006

cumplicidades e outras coisas

fotografia chuvamiuda 07/11/06 07:15

Milhares de crianças e adultos são diariamente condenados à morte em Darfour, pela fome e pela doença, pela perseguição, o silêncio é insuportável.

Condena-se um facínora ao enforcamento no Iraque, é um ruído avassalador, se querem saber para mim é o único facto positivo, da desastrosa intervenção militar por aquelas bandas.

Ainda bem que o sol nasce, o mar ondula, as desertas me são cúmplices, por agora isso basta-me.

Bom dia a todos.


19 comentários:

Miguel disse...

Caro Chuva:

Peço desculpa, mas não sei se estou de acordo. Isto é; percebo o que queres dizer, que não se fala de outra coisa quando se condena um canalha à morte e de todo se fazem orelhas moucas àqueles que nada fizeram para serem condenados sem apelo.
No entanto, e é esta a minha dúvida, não será nestas alturas, de grande cobertura mediática, que o dito "ruído", se deveria tornar em discussão séria, sobre as grandes causas do mundo e como isso, conseguir alterar algo neste mundo de loucos?
Não sei... é uma dúvida...Mas por vezes, por mais que o bode seja "cabrão", parece-me que se torna realmente no dito expiatório de coisas que todos (e nao apenal ele) não sabemos/conseguimos/queremos resolver.

pintoribeiro disse...

Pois. Lapidar. Bom dia, abraço,

Testa Alta disse...

"Ainda bem que o sol nasce, o mar ondula, as desertas me são cúmplices" - assim é uma forma boa de estar/sentir.
****************
Mas nenhuma morte que seja infligida nos pode deixar indiferentes: seja a condenação pela fome, pela forca, por injecção letal, pela guerra.
Porque há mortes injustas e, se não fossem injustas seriam, no mínimo, inúteis.
A morte de um tirano não redime os seus crimes, não devolve à vida e ao mundo o que ele lhes roubou e vilipendiou.
É óbvio que há mortes ainda mais injustas do que outras. Porque acontecem por falta de solidariedade, porque a fraternidade é palavra morta, porque a justiça social é só uma forma de filosofia mumificada.
Abraço.

sonia r. disse...

Sempre com belíssimas fotografias. Bom dia Chuvamiuda.

Joana disse...

Querido Amigo...

Agora percebo as imagens que nos ofereces.
Agora percebo porquê que o sol nasce junto ao mar. [Ufa, estava a morrer de cisma!]

Em relação ao "tema", não sei se concordo. Deve ser a primeira vez que o faço, mas não me parece que se deve matar quem mata.

Tenho aprendido ao longo dos tempos que a frase "amor com amor se paga" não é bem verdade. Quantas vezes amamos incondicionalmente mesmo sem sermos amados?
Quantas vezes quem nos magoa vive a sorrir sem nunca ser condenado!?

A sociedade é muito cruel. Vive-se nas ruas como na selva. Todos a tentar "comer-se uns aos outros", ou como diz o meu Rui "vem a noite e papa o sol!".

Há pessoas que vivem para destruir os outros. Destruir nas mais pequenas coisas e continuam a fazê-lo, são lobos disfaraçados de cordeiros e sabes, não me parece que eles merecessem o mesmo. Não! Deviam mesmo passar por processos de destruição muito pior.

Desculpa o radicalismo Amigo, não me parece que a morte seja solução para tudo. Essa é a arma dos cobardes!

BEijinho muito, muito grande e fico-me tranquila pelas tuas água!

Claudinha disse...

Olá Antonio, eu acho que um erro não justifica o outro, mas no caso deste fascínora , eu me calo, não tenho argumentos para justificá-lo.
Um beijo!

kurika disse...

Comove-me esta situação...infelizmente nada se faz...nem fará tão cedo!!!

Faz.me mal ver maltratar as crianças, os velhos e os animais...

Obrigada pelo teu carinho!!!

Bjs

pisconight disse...

Linda foto!!
Quanto ao que se passou/passa no Iraque, nunca concordei com a pena de morte, por isso... sou contra!!
;)

Luna disse...

Mas o sol nasce todos os dias , para nos dar oportunidade de mudança
beijinhos

Ana Patudos disse...

Tudo o que sejam maus tratos, guerras e outras atrocidades me deixam uma enorme angustia.
Mas com as mudanças no comportamento humano e não só, estes factos acontencem a um ritmo alucinante, como se fosse uma limpeza ; se calhar até é.
Devemos reflectir sobre isso.
abraço
Ana Paula

mfc disse...

E a morte dele engrandece quem??!!
Pensa nisso...

A Cor do Mar disse...

Concordo com MFC...
Chuvinha compreendo o que queres dizer, e o que denuncias, mas ... sou (axo ...)ate a data, contra a pena de morte.
Beijinho ;**

pintoribeiro disse...

Pois. Bom dia...abraço,

amadis / pintoribeiro disse...

Um bom dia e um abraço,

sonia r. disse...

Sempre com grandes assuntos. Bom dia Chuvamiuda.

Maria disse...

Caro chuvamiuda
Apanhei-te aqui por acaso. Estas coisas da net são assim, por acaso.
Não concordo contigo quando referes que a sentença de morte por enforcamento do tipo de quem nós NÃO gostamos é o único facto positivo da intervenção militar no Iraque.
Basta ser "intervenção militar" para não trazer nada de positivo. Quantas crianças morrem por esse mundo fora vítimas de este tipo de "intervenções"? E quem se julga o snr. Bush que é? Ou aceitas que seja? Ele e os amigos dele?
Imagina que ele estava no poder há 30 anos e tinha decidido "intervir militarmente" em Portugal? Já pensaste nisso?
Não dás aos povos o direito de resolverem os seus problemas? Quantas mais intervenções militares temos que aguentar? E ninguém condena esse gajo americano e burro à morte por enforcamento? Não é que eu defenda isto, é apenas para meditação...
Apetece-me dizer que, do teu post, o único facto positivo é a bela fotografia com que nos presenteaste.
Fica bem.

chuvamiuda disse...

.......................
como todos os que me visitam regularmente sabem
não tenho hábito de resposder aos comentários que fazem ao que publico

pela simples razão de respeitar a opinião e a razão de cada um

no entanto hoje decidi abrir uma excepcção o que acontece de vez enquando

não o faço para discordar ou concordar dos comentários que cada um de vós aqui deixou, porque os respeito a todos

faço-o apenas para colocar em evidência:
que apesar de eu ter propositadamente colocado no segundo parágrafo a alusão ao FACÍNORA

tal como eu já previa a maioria dos meus amigos e comentadores
passou por cima do primeiro parágrafo

desculpem que vos diga mas é no primeiro parágrafo que
está o cerne da questão

a condenação à morte em massa

a marca evidente da falta de carácter e integridade da humanidade

não se esqueçam que as vítimas daquele massacre
que escaparem jámais o esquecerão

e muito provávelmente serão futuros
agentes da violência

(eu chamei DESASTROSA à intervenção militar no Iraque)

(quanto ao Bush foi eleito pelos americanos, a eles tem de prestar contas)

para concluir direi que não sou a favor da pena de morte

mas para FACÍNORAS como este é com muito gosto que faço uma excepção
.......................

Ainda bem que o sol nasce, o mar ondula, as desertas me são cúmplices, por agora isso basta-me.

Obrigado a todos

DIGNIDADE disse...

Olá!
Já estava saudosa de te visitar e não posso deixar de adorar quer o "post" quer o teu comentário subsequente.
Não creio que algum Ser, minimamente Humano, retire algum prazer de uma execução; também não me parece que tenha o direito de julgar...mas não posso ser indiferente a tanta crueldade e, neste tipo de casos, em que não existe a mínima dúvida sobre a "Facinoridade" destes trastes, e como também não creio na redenção destes seres ignóbeis, apraz-me saber que, de vez em quando, há menos um assassino por cá. Nada justifica os crimes que estes "senhores da Guerra" infligem à Humanidade. Morte a todos! E que as vítimas nunca lhes saiam da cabeça...
Ob. Um bj!

Fernando disse...

Ai se lá houvesse petroleo....